segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

O segredo da felicidade dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais

Dia desses recebi um e-mail cujo título me chamou atenção e veio a explicar sobre uma ideia recorrente no nosso meio profissional. Fico muito feliz em compartilhar isso com vocês.


De acordo com a pesquisa feita pela prestigiosa Revista Forbes, no topo da lista de profissionais felizes estão: os clérigos, bombeiros, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais. No outro extremo, das profissões que causam infelicidade, estão as mais bem remuneradas.

Na minha percepção, nas profissões de comando é preciso buscar a produtividade a qualquer preço, a qual muitas vezes exige o afastamento daqueles que não cumprem as metas estabelecidas.

Madre Teresa de Calcutá nos ensina que quando doamos algo a alguém, não queremos agradar ao outro, senão a nós mesmos. Penso que o mesmo sentimento domine a atuação dos clérigos, bombeiros, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, que dedicam a vida ao próximo. Explico melhor: ao estender as mãos ao próximo, os fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais estão, na verdade, cuidando de si mesmos. Essa é uma das formas mais puras da manifestação do ensinamento de Jesus Cristo: “Amai ao próximo como a ti mesmo”.

No Brasil, apesar da falta de respeito do Estado para com a remuneração dos profissionais da saúde, todos são unânimes em afirmar: “Amo a minha profissão”. Porém, o ser humanitário não pode ser confundido com o ser otário. Não tenho a menor dúvida de que os 3,5 milhões de profissionais da saúde gostariam de gritar para os prefeitos, governadores e presidente:

“Me ajude a continuar amando verdadeiramente a minha profissão. Tudo o que quero é colocar as minhas virtudes a serviço da vida do próximo. Tudo o que preciso é que o Estado cumpra a Constituição e permita que eu possa viver com dignidade do fruto de meu trabalho”.

Em 2011, o CREFITOSP visitou quase cinco mil clínicas e hospitais no Estado de São Paulo, apresentou e debateu com os profissionais o vídeo onde mostramos o que é preciso fazer para mudar o modelo de administração da saúde no país, melhorando a empregabilidade e remuneração (veja:http://www.youtube.com/watch?v=rQ44LtSzywg&feature=player_embedded ). Esse vídeo também foi apresentado e discutido com os secretários, prefeitos, com o Governador Geraldo Alckmin, com o Ministro da Saúde Alexandre Padilha e com a presidenta Dilma Rousseff. Nesse vídeo você também aprende o que pode fazer (prescrever e orientar os clientes sobre como sair das filas). A propaganda do CREFITOSP na mídia reforça esse movimento.

O resultado desse trabalho começa a aparecer em várias áreas. A pedido do Sistema COFFITO/CREFITOs, o Ministro da Saúde se comprometeu publicamente a apoiar a Fisioterapia ( veja http://www.youtube.com/watch?v=pGtEW2VTM6c ) e a Terapia Ocupacional (http://www.youtube.com/watch?v=eoDx2JQ3E8g&lr=1 ), inclusive melhorando a remuneração.

A Presidente Dilma aumentou os NASFs para cinco mil, lançou o “Day Care”-atendimento na família e o programa para atender 40 milhões de pessoas com deficiência. Também conseguimos aprovar a EMENDA 29 no Congresso Nacional. Enfim, em 2012 teremos aumento de bilhões de reais aplicados em saúde. Vamos preparar e treinar os profissionais para empreender e ocupar essas oportunidades, gerando emprego para nossos profissionais e ajudando a população a viver com longevidade, saúde e bem-estar.



Veja onde podemos chegar em 2016, com o seu voto e apoio. Feliz Natal e um 2012 com remuneração digna para que nossa felicidade seja completa. WWW.AVANCARNASCONQUISTAS.COM.BR

Gil Lúcio Almeida, FT, MC, PhD, Pós-doc

Descrição: http://teclamkt.com.br/webber/51077460/4104798410/pixel.gif

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget