sábado, 27 de outubro de 2012

Semana Nacional de Combate ao AVC



         A cada seis segundos, independentemente da idade ou sexo, alguém em algum lugar morre de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Isso, no entanto, é mais do que uma estatística de saúde pública.
            Organização Mundial de AVC (World StrokeOrganization-WSO) está pedindo medidas urgentes para enfrentar a epidemia silenciosa, e lançou em 2010 a campanha de 2 anos “Um em cada seis” no Dia Mundial do AVC, 29 de Outubro.O tema “Um em cada seis” foi escolhido para destacar o fato de que hoje, um em cada seis pessoas no mundo inteiro poderá ter um AVC durante a sua vida. Todos estão em risco e a situação pode piorar com a complacência e a inércia.
            A campanha comemora não apenas o fato de que o AVC pode ser prevenido, mas que os sobreviventes de AVC podem recuperar-se totalmente e manter sua qualidade de vida com o atendimento e tratamento correto e com o suporte adequado a longo prazo. A campanha tem o objetivo de reduzir o impacto do AVC agindo em seis desafios básicos:
1. Conheça os seus próprios fatores de risco: hipertensão arterial, diabetes colesterol alto, arritmias cardíacas (fibrilação atrial).
2. Seja fisicamente ativo exercite-se regularmente.
3. Evite a obesidade, mantendo uma dieta saudável.
4. Limite o consumo de álcool.
5. Evite o fumo do cigarro. Se você fuma, procure ajuda para parar.
6. Aprenda a reconhecer os sinais de alerta de um AVC.
          O AVC é a segunda causa de morte no mundo, sendo responsável por 6 milhões de mortes a cada ano. Ele é responsável por mais mortes anualmente do que as atribuídas à AIDS, tuberculose e malária juntos – três doenças que foram referências de sucesso em campanhas de saúde pública, capturando a atenção da mídia mundial e, consequentemente, convocando líderes mundiais, governos e diversos setores da sociedade civil para agir.
            No Brasil o AVC é a primeira causa de morte e incapacidade, com um enorme impacto econômico e social. Essa Campanha foi iniciada pela Academia Brasileira de Neurologia, Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares, Rede Brasil AVC e Associação Brasil AVC.
       Nós, do Centro de Estudos Avançados em Hemiplegia do curso de Fisioterapia da Universidade Estadual da Paraíba, já começamos a campanha. Com fim de alertar a população sobre a doença, fomos ao centro da cidade de Campina Grande-PB, no dia 18 de Outubro de 2012, para orientar e apresentar informações sobre o que é o AVC , quais seus fatores de risco e além disso aferimos a pressão arterial dos visitantes. A campanha se intensifica entre os dias 23 a 29 de Outubro, com distribuição de folhetos e pôsteres informativos em pontos estratégicos da cidade de Campina Grande e palestras dentro do campus universitário.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget